quinta-feira, 12 de maio de 2016

Eu Poeta e Política do Brasil

Eu sou um poeta e prefiro a poesia...
mas o mundo é concreto
e a política dejeto
de uma sociedade falida ...
iludida, perdida e vazia.
Eu sou poeta e brasileiro,
filho de pedreiro
e de uma mãe desaparecida...
Mas não sou só poeta,
sou polícia e me policio
sou soldado do meu ego
combatendo em mim a guerra que travei comigo...
sou o inimigo de mim mesmo...
Jurei a minha própria vida
(era a que eu podia dar)
Mas não era um juramento poético
era de um poeta
que no mundo concreto queria acreditar...
Hércules Víler, Poeta Moderno​

Nenhum comentário:

Postar um comentário

seu comentário é bem-vindo