sábado, 21 de maio de 2016

Pastando o Boi - conhecimento desnecessário

Ponho-me a pastar,
 como boi,
As páginas de uma literatura
Que não me interessa...
A metáfora com o bovino
Não se dá ao acaso
São necessários ao menos dois estômagos
Para digerir tamanha desnecessidade
A que sou submetido...
Recorro a uma aula virtual
Na esperança de ver resumida
E explicada a matéria que preciso absorver
Preencho-me de certa animosidade
Ao perceber que o docente é tudo,
Menos professor...
Arranca-me a vontade
E desperta-me os sentimentos mais vis
Que só as almas menos evoluídas podem produzir...
Um ácido estomacal se derrama
Mas não há digestão que suporte
Alguém que se propõe,
Por saber,
A ensinar...
Como se o conhecimento fizesse
Um mestre  - Hércules Víler - Poeta Moderno

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Eu Poeta e Política do Brasil

Eu sou um poeta e prefiro a poesia...
mas o mundo é concreto
e a política dejeto
de uma sociedade falida ...
iludida, perdida e vazia.
Eu sou poeta e brasileiro,
filho de pedreiro
e de uma mãe desaparecida...
Mas não sou só poeta,
sou polícia e me policio
sou soldado do meu ego
combatendo em mim a guerra que travei comigo...
sou o inimigo de mim mesmo...
Jurei a minha própria vida
(era a que eu podia dar)
Mas não era um juramento poético
era de um poeta
que no mundo concreto queria acreditar...
Hércules Víler, Poeta Moderno​