sábado, 15 de junho de 2013

Polícia Militar de Minas Gerais

Tropa de Elite
não visto preto...
nao grito caveira...
meu grupo não é uma polícia idealizada...
não usa AR 15...
não tem AK...
não dirige blindado...
mas tem coragem...
entra de .40, 5.56
PT ou revólver...
nossa roupa é da cor da natureza (na seca de inverno)...
nosso carro é um Fiat fraco...
mas nosso grupo tem coragem...
nosso grupo grita:
-parado! é a polícia!
a boa e velha polícia...
a polícia nossa de cada dia...
da gente nossa de cada dia...
de seu José ( que foi socorrido )...
de dona Maria (que só queria informação)...
nosso grupo tem coragem...
lutamos com o coração!
como poetas lúdicos,
compomos a fileira de guerreiros
que enfrentam - com a mínima minoria - enormes distúrbios,
como se fosse de aço!
porque nosso grupo tem coragem...

porque nosso grupo tem vontade...
porque nosso grupo vive a realidade do Brasil!
e escolheu como profissão: servir... e servir bem (com o que tem).


2 comentários:

  1. TROPA DE ELITE
    Não visto preto...
    não grito caveira...
    meu grupo não é uma polícia idealizada...
    não usa AR 15...
    não tem AK...
    não dirige blindado...
    mas tem coragem...
    entra de .40, 5.56
    PT ou revólver...
    nossa roupa é da cor da natureza(na seca de inverno)...
    nosso carro é um fiat fraco...
    mas nosso grupo tem coragem...
    nosso grupo grita:
    -parado! é a polícia!
    a boa e velha polícia...
    a polícia nossa de cada dia...
    da gente nossa de cada dia...
    de seu José (que foi socorrido)
    de dona Maria (que só queria informação)...
    nosso grupo tem coragem...
    lutamos com o coração!!!!!!!!!!!!
    Como poetas lúdicos,
    compomos a fileira
    de guerreiros
    que enfrentam - com a mínima minoria - enormes distúrbios,
    como se fossem de aço!!!!!!!!
    porque nosso grupo tem coragem...
    porque nosso grupo tem vontade...
    porque nosso grupo vive a realidade do
    BRASIL!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    e escolheu como profissão: servir... e servir bem (com o que tem) Hércules de Souza Viller

    ResponderExcluir

seu comentário é bem-vindo