terça-feira, 29 de janeiro de 2013

poema de espera - wait...


Poema de espera - wait...

EXPOSTO
Apressa-te
que a prece
apressa o santo...
e não espere...
pois o pranto
pronto
provoca espanto...
Na prova,
a pólvora
que canto
encanta o povo
que com peito
expoto
propõe
o mosto
ao Santo...
Hércules de Souza Viller

CORAÇÃO PARNASIANO - My heart


Meu coração é parnasiano
a forma ele privilegia
quanto mais bela, mais Grega,
mais ele aprecia.
Meu coração se confunde
chora ao dia pela perda,
e pela noite se angustia...
num instante esquece a dor,
pois a dor nele jazia...
Ao ver novo amor,
sem pensar
com fantasia
transforma-se na hora:
de pranto à euforia...
Que diria a confusão:
É certo?
É tolo?
Não, é o coração!
Hércules de Souza Viller

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Inferno - Hell


Inferno em Santa Maria/RS - Hell, no paradise...



Inferno – Hell
O trompete tocava na surdina...
O Surdo acompanhava o Bumbo abafado...
A Fumaça era vista em todo lado
(embora não se deixasse ver)
A Boate ardia...
O Segurança Ardiloso
Segurou a Porta
A Boate ardia...
Como alguém com picardia
Não deixou a Porta alguém achar
Antes que lhe pagasse a Quantia
Na Boate que agora jaz vazia
Quantas  Vidas em Fumaça se perdia...
A  Boate ardia... Hércules de Souza Viller - 28/01/2013 - 20h10

Inferno em



Inferno – Hell
O trompete tocava na surdina...
O Surdo acompanhava o Bumbo abafado...
A Fumaça era vista em todo lado
(embora não se deixasse ver)
A Boate ardia...
O Segurança Ardiloso
Segurou a Porta
A Boate ardia...
Como alguém com picardia
Não deixou a Porta alguém achar
Antes que lhe pagasse a Quantia
Na Boate que agora jaz vazia
Quantas  Vidas em Fumaça se perdia...
A  Boate ardia... Hércules de Souza Viller - 28/01/2013 - 20h10

sábado, 26 de janeiro de 2013

o ovo e o pinto... the life is going on



O ovo e o pinto
A galinha trazia o pinto...
O homem levava o pinto...
A mulher brincava com o pinto...
A galinha botava o ovo...
O homem carregava o ovo...
A mulher tinha seu próprio ovo...
Todos se uniram...
E a vida se iniciou...
E o homem bradou:
-“ Ela sem juízo,
Eu sem camisinha,
Ele tão bonito
Na sua cadeirinha!!!”
(ah, a galinha virou sopa na lua de mel) Hércules de Souza Viller

sábado, 5 de janeiro de 2013

Comemorar... party... fiesta


Toda comemoração precisa de um mártir...
No natal morre o peru...
no aniversário...churrasco...
morre um boi...
...precisando descansar...
vai pescar...
pescar é arrancar violentamente um animal distraído da água...
e matá-lo...para você voltar para casa feliz... Hércules de Souza Viller

pedaço de mim - I think... she gone