quarta-feira, 22 de junho de 2011

A Morte do Conto... The Death of Tale

No meu conto de fadas
a fada morreu...
suspeitaram de mim,
mas não fui eu...
'quem morreu,
o conto, ou a fada?'
'o conto se suicidou...'
'de morte morrida, ou matada?'
'Não, de amor...'
Hércules de Souza Viller

o que é normal? ... what´s normal?

Normal é o que está na norma...
Legal é o que está na lei...
Livre arbítrio é arbitrar em causa própria...
Num estado democrático de direito
não existe livre-arbítrio...
Num estado democrático de direito
damos ao Estado o nosso direito,
para que o Estado nos garanta o direito legislado pelo Estado...
Talvez,
dar ao Estado o nosso direito
pode ser entendido como LIVRE-ARBÍTRIO ...
um-falso-livre-arbítrio
 Hércules de Souza Viller...

eu e Olavo Bilac - Poetry from Brazil

Longe do estéril turbilhão da rua,
Beneditino escreve! No aconchego
Do claustro, na paciência e no sossego,
Trabalha e teima, e lima , e sofre, e sua!

Mas que na forma se disfarce o emprego
Do esforço: e trama viva se construa
De tal modo, que a imagem fique nua
Rica mas sóbria, como um templo grego


Não se mostre na fábrica o suplicio
Do mestre. E natural, o efeito agrade
Sem lembrar os andaimes do edifício:


Porque a Beleza, gêmea da Verdade
Arte pura, inimiga do artifício,
É a força e a graça na simplicidade.

eu e Augusto dos Anjos - Poet from Brazil

"Eu, filho do carbono e do amoníaco,

Monstro de escuridão e rutilância,
Sofro, desde a epigênese da infância,
A influência má dos signos do zodíaco.

Profundissimamente hipocondríaco,
Este ambiente me causa repugnância...
Sobe-me à boca uma ânsia análoga à ânsia
Que se escapa da boca de um cardíaco.

Já o verme - este operário das ruínas -
Que o sangue podre das carnificinas
Come, e à vida em geral declara guerra,


Anda a espreitar meus olhos para roê-los,
E há de deixar-me apenas os cabelos,
Na frialdade inorgânica da terra!"

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Verbo de Ligação... e alguns Verbos

VERBO DE LIGAÇÃO...
Rasga a lista de verbos de ligação que seu professor lhe deu(ela pode te fazer perder a questão do concurso)...lembra: ser, estar, permanecer, continuar, ficar, etc.
Um verbo de ligação deve, obrigatoriamente, ligar o sujeito ao seu PREDICATIVO.(predicativo é aquilo que não pode ser separado do sujeito...exemplo: João é feliz.... Feliz é uma coisa que está dentro de João...logo, feliz depende de João para existir...)
Olha como a lista pode te enganar:
João está feliz (verbo de ligação=ligando João ao seu predicativo)
João ESTÁ na sala (ESTÁ = verbo intransitivo; NA SALA= adjunto adverbial de lugar)...
sendo assim, ESTÁ NA SALA é onde João está, não o que está dentro de João; logo, não há que se falar em PREDICATIVO DO SUJEITO, MUITO MENOS EM VERBO DE LIGAÇÃO.
O que determina o tipo do verbo é o contexto...veja os exemplos:
João VIROU a mesa = Verbo transitivo direto
O barco VIROU = Verbo intransitivo
João VIROU polícia = Verbo de ligação
Hércules de Souza Viler

aposto

Geralmente, aposto é separado por vígula, daí pensar que o sujeito não pode ser separado por vígula DO SEU PREDICADO não é uma regra fixa...
veja: o poeta Manuel Bandeiras mora na cidade de Governador valadares...nesse caso, os nomes Manuel Bandeiras e  Governador Valadares são apostos de poeta e cidade...
o caso clássico de aposto: João, o magrelo, é feliz... perceba que MAGRELO FICA ENTRE VÍRGULA porque é aposto de João, e separa João do seu predicado...

adjunto adnominal

o adjunto adnominal é um dos mais fáceis adjuntos...
veja: a minha prima Verônica mora em Vitória...
a minha prima Verônica mora em Vitória...Verônica é o núcleo do sujeito da oração... A + MINHA + PRIMA são adjuntos, ou, informações adicionais sobre a Verônica, por isso são chamados de adjuntos adnominais...

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Fundação Cidade do Garoto

Eu estive lá no início dos anos 80...
Vamos reunir os nossos amigos e velhos conhecidos...
Participar da Comunidade Fundação Cidade do Garoto

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

A morte e o poeta ... the death and the poet



Amigo da Maléfica
o poeta a deseja...
o mundo sem vida
sem cor
sem linha
bêbado sem rumo:
de vinho
sem álcool
sem líquido
sem cheiro
com dor
sem caminho
sem destino
um corpo sem alma
pálido
fosco
sem brilho
sem textura
sem corpo;
Vazio...Hércules de Souza Viler

domingo, 13 de fevereiro de 2011

amor perdido ... Loss of a Love

À perda do amor
Sucumbe a vida
Nuvens turvas
Passam onde o sol brilhava
O chão, enegrecido de tristeza,
Foge aos nossos pés
Sorrisos fartos
São afogados em lágrimas
Projetos inteiros
São rasgados
Como quem joga papel higiênico na lixeira...
A esperança se suicida
E o corpo já sem alma
Cai num canto qualquer:
Vazio, fraco, desprezado
E o pior acontece
Quando o desprezo
É a única fortuna
Que nos resta... Hércules de Souza Viller

sábado, 15 de janeiro de 2011

quando ELA se foi ... SHE GONE


Mariano de Maria,
De Luana,
Do mundo...
Luana de lua,
De Mariano,
Da vida...
A Vida dá voltas,
De idas e vindas...
(em silêncio e barulho)
E nesse movimento
As vidas se cruzam
Como se marcassem
Um encontro:
O Acaso se encarrega do caso,
Do tempo,
Do momento oportuno...
Mas ... de repente,
O que era encontro
Vira desencontro...
O que era chegada
Vira partida...
O que era harmonia
Vira despedida:
Porque Mariano é do mundo...
Luana da vida... Hércules de Souza Viller
Ps.: DA VIDA não tem conotação pejorativa.

O pastor ateu ... Atheist Priest


O que se acha quando se busca
O necessário?
O que se tem na fé
De sólido,
No armário,
Que na mão escorra
pelos dedos do vigário,
senão o rosário?
Que mistura fé com paciência,
Em enormes penitências
De qualquer cenário:
Se o ambiente é gótico
Não importa,
Porque o cliente é um protótipo
Da inteligência morta...
E quem se atreverá mudar
As cartas do baralho
Se o trabalho
De uma organização ciente
É reconhecido pelo presidente,
Que por sua vez,
Controla até o Plenário...
Mas a alma,
Onde fica nesse balneário?
Porque este questionário
Não explica a essência,
Fraude ou turbulência,
Só sustenta que a FÉ
Precisa de Pastor,
Não de mercenário. Hércules de Souza Viller

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Dinheiro e Felicidade ... Money and Happiness

Dizer que dinheiro NÃO TRAZ felicidade é, em parte, mentira...
Mas, afirmar que dinheiro TRAZ felicidade também é, em parte, engano...
Olhe as pessoas da roça;
Os monges do Himalaia;
Os moleques jogando pelada;
A farofa na praia;
Os cultos religiosos;
Os beijos dos apaixonados;
A viagem com a família;
Os pobres felizes...
Seres que, independentemente de dinheiro, são felizes...
Pensem também:
Nos pop stars drogados;
Nos ricos tristes;
Nas damas deprimidas;
Nos bilionários suicidas...
Eu concluo achando que a felicidade é um estado de espírito tranqüilo,
Com ou sem dinheiro. Hércules de Souza Viller

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Língua, Linguagem ou Ruído



tô entendeno não!

Amigos,
O ano se inicia...
E é um bom momento para se repensar a vida
( estudo, trabalho, fé, amor, amizade)...
Eu acho que podíamos incluir mais uma meta: a ESCRITA...
Eu sei que nosso idioma é um tanto complicado,
Sei que nossa vida é um pouco corrida,
Sei que o cansaço e preguiça nos atrapalham muito,
Mas, amigos,
A língua e a linguagem surgem para que haja comunicação
(quando não há comunicação, há ruídos) ...
Há momentos, amigos, que parece que o idioma está agonizando:
As vírgulas não existem, quando existem, estão no lugar errado...
E, quando isso acontece, o sentido da oração se perde... confunde o leitor...
As trocas, amigos, de terminações verbais afetam o tempo do verbo:
ENTENDE... ENTENDI
(PRESENTE E PASSADO)
Por favor,
Não pensem que eu estou dizendo que eu não erro, EU ERRO...
Não estou dizendo que não haja abreviação... abreviemos
(...vc, q, qdo...)
Também não estou falando daquelas trocas de letras
(dá para ler GEITO e QUIZER )...
E não estou esperando encontrar MACHADO DE ASSIS no dia a dia...
Espero que todos que puderem, USEM O MICROSOFT WORD...Blog Hércules de Souza Viller