domingo, 19 de dezembro de 2010

Verbo de Ligação e Pleonasmo


VERBO DE LIGAÇÃO...
Rasga a lista de verbos de ligação que seu professor lhe deu(ela pode te fazer perder a questão do concurso)...lembra: ser, estar, permanecer, continuar, ficar, etc.
Um verbo de ligação deve, obrigatoriamente, ligar o sujeito ao seu PREDICATIVO.(predicativo é aquilo que não pode ser separado do sujeito...exemplo: João é feliz.... Feliz é uma coisa que está dentro de João...logo, feliz depende de João para existir...)
Olha como a lista pode te enganar:
João está feliz (verbo de ligação=ligando João ao seu predicativo)
João ESTÁ na sala (ESTÁ = verbo intransitivo; NA SALA= adjunto adverbial de lugar)...
sendo assim, ESTÁ NA SALA é onde João está, não o que está dentro de João; logo, não há que se falar em PREDICATIVO DO SUJEITO, MUITO MENOS EM VERBO DE LIGAÇÃO.
O que determina o tipo do verbo é o contexto...veja os exemplos:
João VIROU a mesa = Verbo transitivo direto
O barco VIROU = Verbo intransitivo
João VIROU polícia = Verbo de ligação
Hércules de Souza Viller



Ao contrário do que se diz, PLEONASMO não é um ERRO; PLEONASMO é um recurso linguístico. PLEONASMO VICIOSO é sim um erro redundante e desnecessário...às vezes nem se percebe o pleonasmo vicioso: João ENTROU para DENTRO de casa e SAIU para FORA correndo rápido e GRITANDO ALTO...enquanto o acidentado tinha uma HEMORRAGIA de Sangue...SAIU UMA LÁGRIMA DO MEU OLHO...(ainda bem, porque do nariz sai meleca, da boca saliva e do c* ...)
E o pedestre NÃO PODE SER ALVEJADO por UMA BALA PERDIDA(ou ele era alvo ou a bala era perdida, as duas coisas não) Hércules de Souza Viller

Nenhum comentário:

Postar um comentário

seu comentário é bem-vindo